Páginas

Ultimas Notícias:

Loading...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

O ENTORNO DE BRASILIA QUE A GRANDE IMPRENSA NÃO MOSTRA

Rua de lazer foi realizado neste final de semana na cidade de Luziânia



Por Chico Paiva
Evento aberto aos moradores do bairro Jardim Marília em Luziânia de Goiás mostra que as cidades do entorno de Brasília não têm apenas violência como mostra a “grande” imprensa brasileira. Destaque nos grandes jornais de Brasília e do Brasil como uma das regiões mais perigosas para se morar, a região do entorno conta com pessoas e entidades capazes de incluir socialmente e melhorar a vida dos cidadãos que moram na região. Projetos, como os desenvolvidos pela Cia Vem Viver do Céu Azul e do Instituto Novo Talento Radical em Luziânia retiram crianças, jovens e adultos das ruas, dando a eles oportunidades de crescerem  como pessoas e como profissionais, além de oferecer práticas esportivas e de entretenimento.
A rua de lazer é um evento que atrai os moradores da comunidade onde é realizado para juntos se divertirem de forma harmônica e sem ter que pagar nada por isso. O evento tem a participação de pessoas como dona Rosa, trabalhadora rural que trouxe as netas Rafaela e Dayane para brincarem na piscina de bolinhas e comerem pipoca e algodão doce, ou ainda, como o pedreiro Luiz Carlos que autorizou “os filhos a virem à festa que tem ambulância do Corpo de Bombeiros e Policia Militar presentes, isso mostra que é uma festa de confiança”. Já a dona de casa e mãe de três filhos Mikaelly, disse que “as crianças estando nesse lugar, evita estarem nas ruas em más companhias já que não tem nada para fazer em casa” por isso trouxe João Victor e João Gabriel.
Aberto à uma hora da tarde e terminando às cinco da tarde, o evento teve a presença do Sr Evandro, Presidente do Instituto Novo Talento Radical, que considera positivo a “Rua de Lazer”, segundo ele, “isso prova que a região tem alguma coisa que presta”. O projeto administrado por Sr. Evandro oferece no decorrer da semana atividades como futebol, futsal, recreação vôlei e outras praticas esportivas e de integração entre os jovens da comunidade, atendendo cerca de 600 pessoas por ano, o presidente afirma que “ao final do ano conseguindo salvar uma única vida do mundo do crime já valeu a pena o esforço do ano todo, mas com certeza consegue salvar muito mais”, e ainda segundo ele os jovens que passam pelo projeto sempre lembram e “o maior pagamento de tudo isso é quando ele ver pessoas que saíram do projeto como pais de família e verdadeiro cidadão de bem”.
Embora já tenha atuado no ramo artístico como professor de teatro, Sr. Evandro se realiza mais no serviço social, ao ponto de mesmo não estando bem de saúde, ainda assim fez questão de está presente à rua de lazer, pois já são cerca de 30 anos atuando nessa área, mesmo não tendo o reconhecimento político pelo que faz, hoje coordena os grupos do Jardim Ingá, Parque 10 e parque Mignone todos em Luziânia.
O evento teve ainda a presença de pessoas de outros bairros e regiões, como a caravana de Valparaiso liderada pelo jovem André Barbosa e outros monitores da Cia Vem Viver com sede no Céu Azul, a entidade é coirmã e também uma das apoiadoras da rua de lazer. De bairros mais próximos estava Alysson (13) morador do Sol Nascente, filho único do pedreiro Beto e da domestica desempregada Lisdene, Alysson diz que essa é a oportunidade de brincar em muitos brinquedos e tudo de graça, segundo ele, toda vez que houver a rua de lazer estará presente.
Para participar do projeto basta procurar e se inscrever, as atividades são todas gratuitas e aberta aos moradores onde estas entidades estão inseridas, entretanto, quem puder contribuir de alguma forma, toda ajuda é bem vinda, o projeto é desenvolvido em forma de parcerias e convênios, entre eles, o firmado com o ministério do esporte através do Programa Esporte e Lazer da Cidade – PELC.  As atividades oferecidas são futebol de campo, futsal, vôlei, basquete e recreação no Instituto Novo Talento Radical, já na Cia Vem viver é bem mais amplo esse numero, entre elas aulas de violão, artesanato, informática, capoeira, teatro, entre outras. Tudo isso acompanhado por monitores capacitados.